19 de abr de 2010

50 dicas de cabelo - Química


20. Quem tem química nos cabelos – tintura, progressiva e relaxamento – precisa ficar meio neurótica para protegê-los no verão! Não dá nem para pensar em sair de casa sem antes passar nos fios algum produto com filtro solar. Além do sol, cloro e água salgada desbotam a cor.

21. Teste a tintura na pele antes de passar nos cabelos. Espere 48 horas, veja se há reação. Um alerta: muitas vezes as químicas das tinturas e escovas progressivas são incompatíveis. Aí a tinta pode não pegar ou danificar os cabelos. - Dica de Yuja Antero, cabeleireiro

22. Não use tinturas mais do que uma vez por mês. Em reflexos e descolorações, espere pelo menos dois meses. Retoques devem ser feitos só na região que cresceu, nunca nos fios já coloridos. - Dica de Yuja Antero, cabeleireiro

23. Para manter a cor e a saúde dos fios, só com hidratação. Recomenda-se duas máscaras, para usar alternadamente. Uma para fortalecer, que contenha proteína e queratina, e outra para hidratar, à base de óleos minerais ou manteiga de karité. - Dica de Yuja Antero, cabeleireiro

24. Os vermelhos mais intensos, que puxam para o alaranjado e ficam bem próximos de uma cor ruiva natural, são ótimos para as branquinhas. Destacam olhos azuis, verdes ou castanho-claros, comuns nas mulheres de pele alva. As morenas de peles amareladas podem usar os tons bordos. O pinhão funciona para as mais morenas.

25. O marrom-chocolate é um dos campeões de vendas das tinturas para usar em casa. Se a idéia é escurecer os fios com castanhos ou pretos, fique atenta: "Tons escuros criam sombras no rosto. Se a mulher tem manchas, olheiras ou é dona de traços fortes, isso será acentuado", alerta Francisco De La Lastra, do salão De La Lastra, em São Paulo.

26. Se você quer virar loira, fique atenta! A principal referência é a cor dos cabelos na infância. Os reflexos em diferentes tons e com as pontas ligeiramente mais claras são os melhores para dar um aspecto natural. Os cabeleireiros aconselham um processo gradativo, clareando dois ou três tons a cada nova sessão.

27. Cabelos claros absorvem a pigmentação castanha ou preta facilmente. O problema é que nesses casos o desbotamento acontece rápido. Se for aplicar tonalizante, será necessário fazer mais retoques, para que o cabelo não vá ficando avermelhado.

28. Você sabe a diferença entre relaxamento e progressiva? A química é a mesma, a diferença está na técnica. Na progressiva, alisam-se mais os fios, depois usa-se secador e chapinha. O relaxamento só suaviza as ondas, que são secas de forma mais natural. Tudo depende do quão liso a cliente quer o cabelo. - Dica de John Miyata, cabeleireiro

29. Truques para a química durar mais: a progressiva e o relaxamento sem formol não saem dos cabelos porque modificam a estrutura dos fios para sempre. O retoque é feito só quando a raiz for crescendo. Já o formol é tão prejudicial que o impacto causado nos fios é irreversível. Ou seja: depois de um tempo, além de os cabelos perderem o efeito liso ficam estragados. - Dica de John Miyata, cabeleireiro

30. Atenção! Fios com química, progressiva, relaxamento ou descoloridos tendem a ficar quebradiços e podem até cair. E nada de usar produtos com formol. Além de proibidos, eles podem causar alergias e danificar os cabelos para sempre. Utilize químicas que contêm tioglicolato, guanidina e hidróxido de sódio – usados separadamente. Só um bom profissional sabe o melhor princípio para cada fio. - Dica de John Miyata, cabeleireiro

Nenhum comentário: